INTEMPESTIVO

Tomo Coca-Cola com café,
A mãe do Red Bull com wisk.
Inspira-me à reviravolta do desatinado juízo,
Soltando o incrédulo súdito do tempo,
Este meu outro eu mais realista.

Nelci Nunes - O Falador.

sexta-feira, 3 de maio de 2013

A SAÍDA



                                                                         A SAÍDA

                                                                                        Nelci Nunes - O Falador.

Todos os dias,
À minha porta,
Vem alguém rogar,
                          [o pão.
Todos os dias,
À minha porta,
Vem alguém buscar,
Alento e pão.

Vou ajudando,
Na medida do possível,
Também necessito de amor,
                                      [e pão.

Hoje,
Fiquei de sentinela,
À porta esperando,
Quem quisesse pão...

Amanhã,
Quem virá,
Pedir-me carinho,
Palavras e pão.

Ontem, sozinho,
Olhava pra’s paredes,
Sem saber a quem,
Distribuir meu pão.
  
Ontem,
À porta,
Saída do meu destino,
Ele veio,
Tão pequenino!
Tinha as mãos sujas,
Os pés descalços.
Ele parou,
Pensei que pediria pão,
Antes de ir embora,
Ofertou-me uma rosa,
Furtada em caminhos da vida,
Em algum jardim de sonho.

Não haveria de ser nada,
Era só um menino...  
        

Nenhum comentário:

Postar um comentário