INTEMPESTIVO

Tomo Coca-Cola com café,
A mãe do Red Bull com wisk.
Inspira-me à reviravolta do desatinado juízo,
Soltando o incrédulo súdito do tempo,
Este meu outro eu mais realista.

Nelci Nunes - O Falador.

domingo, 14 de julho de 2013

ESTAÇÃO ELÉTRICA - Nelci Nunes - O Falador.


ESTAÇÃO ELÉTRICA
Nelci Nunes - O Falador.

Esta música que vem de fora,
Som de antigos negros felizes,
De brancos com alma negra.

Ela emociona,
Provoca arrepios,
De vez em quando,
          [Furtivas lágrimas...

Basta ouvi-la,
Em pouco tempo,
Estará dançando, extasiado...


O aparelho de som,
Terá o seu volume aumentado,
Provocando escandaloso pico de euforia.


Sem estilo definido pra dançar,
Basta o movimento de qualquer jeito, puxar e empurrar.
Eis que a magnífica dança desconjuntada está pronta.


É a Velha Escola do Funk.
Alegre, despreocupada, eletrizante.
Embalado, você não percebe o quanto,
                                    [Este ritmo contagia...





sexta-feira, 12 de julho de 2013

MODERNÍSSIMO - Nelci Nunes - O Falador.


                              MODERNÍSSIMO
 Nelci Nunes - O Falador.


Habita em mim,
Muitos males.

Silenciosos como,
Os passos da Velha de Preto.

Ocultos, caminharam,
Durante anos.

Tardio, percebo,
           Suas pegadas.

                   Sofro o que sofre,
         O povo moderno.

                            Por culpa da agitação,
                            Do barulho, estresse.

Há muito tragando cigarros,
          Arquejante cardiopatia.

Trabalhando exaustivamente por dinheiro,
Amofino na extrema brutalidade da sovinice.

Sobre todos e tudo mais,
Que falta faz a amizade.

Nesta última dor, estremeço.
Em implacável solidão.

Serei abençoado,
Na velhice; se rápido for,
Pela Velha de Preto bafejado.
        


domingo, 7 de julho de 2013

AVOEJO - Nelci Nunes - O Falador.



AVOEJO

Nelci Nunes - O Falador.


Minto.
Apenas parece obscura,
A realidade para você.

Suave.
Teu perfume,
Sutil; esquecido numa gaveta.

Passada.
Não vou antecipar meu sofrimento.

Amei.
Tenho esta refeita lembrança.

Sonho,
Desligue-o ao dormir.
É o medo...
Quando você volta,
Prevendo futuros incertos.

Voou.
O meu viver,
Cometeu o impensado ato.
Reencontro-me,
Caminhando sem rumo qualquer.
Minta-se...
Mesmo com atraso.

Asas.
As minhas,
Alguém as viu?

Mente.
Guardiã da insana saudade.
Cega,
Lembrando de coisas sobre as quais...
Não ouso refinar.

E.
Daquela outra vida...
Regresso.
No bolso rebelde;
Amassada fotografia de quem me ama.
Amor sobre o qual,
Não tenho mais ação...


quarta-feira, 3 de julho de 2013

A FUGA - Nelci Nunes - O Falador.



A FUGA

Nelci Nunes - O Falador.

Preciso fugir de casa.
Venho alimentado esta idéia.
A idade provoca estranhos surtos.
Vejo-me desaparecendo a qualquer  momento.

A pequena casa fica imensa.
Em cada parede uma tela de cinema.
Minha vida passando em cenas,
Imagens que procuro esquecer.

Sabedoras de todos os caminhos,
Enganam-me todas as vezes que as deixo;
Para em outro instante voarem,
Na minha mente, muito mais bravias.

Não preciso de novo amor,
O que tenho possui vida própria,
Caminha bem quando não estou,
É conhecedora dos instantes,
                   [de presente ausência...

Necessito ganhar mundo...
Estou cansado de voar sem asas,
Para em pouco tempo, sóbrio;
Repousar desanimado no mesmo lugar.