INTEMPESTIVO

Tomo Coca-Cola com café,
A mãe do Red Bull com wisk.
Inspira-me à reviravolta do desatinado juízo,
Soltando o incrédulo súdito do tempo,
Este meu outro eu mais realista.

Nelci Nunes - O Falador.

sexta-feira, 18 de outubro de 2013

LAMPEJO DA LEMBRANÇA - Nelci Nunes - O Falador.



LAMPEJO DE LEMBRANÇA

Nelci Nunes - O Falador.

Vejo o caldeirão de ferro, escuro, trincado, em cima do fogão.
Viu muita lenha virar cinza e adubo para os canteiros de couve.

Esse herdeiro antigo de variadas e incontidas histórias,
Foi companheiro de inúmeras gerações da mesma família.

Fiel conhecedor de tantas lendas, guardador sombrio de mortais segredos,
Manipulado por diversas mãos; sempre quieto no seu canto mal iluminado.

Nele fervilha o esforço sofrido, a saudade, cólera presa na garganta.
Cozinha alimentos; ferve roupas, tinge saia, prantos ancestrais...

Forjado em remoto tempo, dono, senhor de desconhecida idade,
Repousa sob o negrume do picumã. De tão usado já não enferruja mais...                                                                                


CANTIGA MINEIRA - Nelci Nunes - O Falador.



CANTIGA MINEIRA

 Nelci Nunes - O Falador.

Senhora dona dos ovos,
Me vende um ou me dá dois.

Senhora dona,
Eu não vou na sua casa,
Porque não sei do caminho,
Nem tampouco posso ir,
Eu sei que no caminho,
Tem ribanceira,
Ai que medo de cair!

Senhora dona dos ovos,
Me vende um ou me dá dois.

Senhora dona escuta,
O que eu vou falar,
Me contaram que a senhora,
Mijou na cama,
Foi preguiça de levantar.

Senhora dona dos ovos,
Me vende um ou me dá dois.

Uma dona me pediu,
Sete ovos de gambá,
Mas que velha danada,
Nunca vi gambá botar.

Senhora dona dos ovos,
Me vende um ou me dá dois.

Senhora dona case comigo,
Só não case com macaqueiro,
Macaqueiro tem medo de gente,
E não sabe juntar dinheiro.

Senhora dona dos ovos,
Me vende um ou me dá dois.

Senhora dona olha o lambari,
Lambari tá pelejando,
Pelejando pra subir na cachoeira,
Eu tô pelejando,
Pelejando pra tomar mulher dos outros,
Mas que besteira!...

Senhora dona dos ovos,
Me vende um ou me dá dois.

Senhora dona,
A mandioca dá farinha,
A mandioca dá fubá,
Quem quiser que acredite,
Quem em quiser acreditar.

Senhora dona dos ovos,
Me vende um ou me dá dois.

Senhora dona,
O seu cabelo é pichui,
O meu cabelo é pichuá,
É corda de viola,
Vamos nós encordoar.
Olê lê lê como é que fica,
Olê lê lê como é que tá,
Quem quiser beber cachaça,
Manda o calango buscar,
O calango vai depressa e,
Volta já.


Senhora dona...